SLIDE

Inverno - cuidados, procedimentos e doenças

dermatite seborreica

Durante o inverno, a umidade do ar baixa e as temperaturas mais frias levam à diminuição na transpiração corporal. Esses fatores fazem com que a pele fique mais seca. Além disso, nesta época, é comum os banhos serem mais quentes, o que provoca uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele.

Tanto a pele do rosto quanto a do corpo estão sujeitas ao ressecamento no inverno. O clima frio e seco pode deixá-las com aspecto esbranquiçado, o que indica a desnaturação das proteínas. Para evitar tais sintomas é importante fazer hidratações corporais mais profundas e, além disso, investir em uma alimentação saudável, rica em vitaminas e antioxidantes, o que pode trazer benefícios em longo prazo.

Leia também :
>> Pele ressecada no Inverno
>> Autenticidade dos Cosméticos

Alimentação adequada
O ideal é comer legumes, hortaliças e frutas, alimentos que são fontes de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres, prevenindo o envelhecimento da pele. As frutas ricas em vitamina C, como o morango, a laranja, a tangerina, o limão e a cereja, entre outras; e vegetais, como o brócolis, o repolho e a cenoura, são exemplos de alimentos para esta estação.

A soja é outro alimento que deve ser adicionado à dieta saudável. Ela é rica em isoflavonas - substâncias que evitam o ressecamento e melhoram a elasticidade da pele. Adicione também castanhas, nozes e amêndoas, que são ricas em vitamina E, selênio e antioxidantes, importantes aliados para manter a pele saudável e bonita.

Durante o inverno, é muito comum que as pessoas diminuam a ingestão de líquidos, um erro brutal. Manter a ingestão de água é extremamente importante para conservar a hidratação da pele e de todo o organismo que, naturalmente, fica debilitado por causa do clima frio. Um corpo hidratado apresenta uma pele macia e elástica. Para pessoas que têm dificuldade em tomar água durante esta estação, uma dica: ingerir chás claros ou de frutas, dividindo a quantidade indicada para um dia, dois litros, entre água e chás. Assim, o consumo torna-se mais prazeroso.

Procedimentos Dermatológicos

O inverno é uma boa época para realizar alguns tratamentos dermatológicos que requerem que o paciente evite a exposição ao sol, como peelings, tratamentos a laser etc. Procedimentos de depilação a laser também são indicados para esta estação.

Doenças de Inverno

Durante o inverno, algumas doenças podem aparecer por causa do ressecamento da pele. Entre elas, a dermatite seborreica, a dermatite atópica, a psoríase e a ictiose:

Dermatite seborreica: ocorre principalmente nas regiões que contenham pelos, como face e couro cabeludo. É uma descamação da pele causada pela desregulação sebácea. As manifestações mais frequentes são caracterizadas por intensa produção de oleosidade, descamação e prurido (coceira). A descamação pode causar caspa, que varia desde fina até a formação de grandes crostas aderidas ao couro cabeludo, a seborreia. A coceira, que pode ser intensa, é um sintoma frequente nesta região e também pode estar presente com menor intensidade nas outras localizações.

Leia também:

Dermatite atópica: quem sofre de atopia pode apresentar também asma ou rinite alérgica. O principal sintoma é a coceira, que pode começar antes mesmo das lesões cutâneas se manifestarem e pode atingir a face, tronco e membros. Na infância, as lesões são avermelhadas e escamam. Nos adolescentes e adultos, as lesões localizam-se preferencialmente nas áreas de dobras da pele, como a região posterior dos joelhos, pescoço e dobras dos braços. A pele desses locais torna-se mais grossa, áspera e escurecida.

Psoríase: doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa e que atinge igualmente homens e mulheres, principalmente na faixa etária entre 20 e 40 anos. Fenômenos emocionais são frequentemente relacionados com o seu surgimento, provavelmente atuando como fatores desencadeantes de uma predisposição genética para a doença. Mas a real causa da psoríase ainda é desconhecida.

Ictiose vulgar: aparece após o nascimento, geralmente no primeiro ano de vida. Pode apresentar apenas ressecamento da pele e descamação fina ou intensa de aspecto geométrico. As áreas mais atingidas são os membros, podendo afetar também a face e o couro cabeludo. A doença tende a regredir ou a ter seus sintomas minimizados com o passar dos anos.

Para obter mais informações sobre as doenças citadas e sobre seus respectivos tratamentos, acesse a página sobre doenças no site da SBD.

Dicas para manter a pele hidratada
  • Beber no mínimo dois litros de água por dia.
  • Evitar banhos quentes e muito demorados; evitar se ensaboar demais e usar buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele.
  • Usar o hidratante logo após sair do box – ainda no banheiro – com aquele vaporzinho pós-banho, que ajuda na penetração do creme.
  • Para peles oleosas, e acneicas, evitar hidratante comum no rosto, usar oil free nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax).
  • Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar rachaduras.
  • Usar filtro solar diariamente.
Busque um médico associado à Sociedade Brasileira de Dermatologia AQUI



Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     

Blogger Widgets

Autenticidade dos Cosméticos

marcas registradas

Ficar atento a autenticidade dos cosméticos também é se preocupar com a saúde

Os brasileiros estão entre os que mais cuidam e se preocupam com a beleza no mundo. Isso faz com que comprem muitos produtos para cuidar do visual, principalmente, dos cabelos. Porém, é preciso ficar atento a autenticidade dos cosméticos para não achar que está fazendo um bom negócio, sendo que, na verdade, está prejudicando a saúde. Por isso, a equipe do Studio W alerta sobre os prejuízos causados por produtos falsificados e como identifica-los.

A indústria de beleza investe milhões de reais no desenvolvimento de fórmulas e produtos de altíssima tecnologia para garantir os benefícios, qualidade dos ingredientes e performance. Para identificar a autenticidade dos cosméticos, a equipe Studio W lista as principais dicas para não cair em armadilhas:

Leia também:
Como saber se o produto é registrado na Anvisa

1. Verifique se existe o selo da Anvisa na embalagem. Essa é a garantia para o consumidor da procedência do produto.
2. Segundo órgãos regulatórios, um produto autêntico deve conter na embalagem: modo de uso, precauções de segurança, lista dos ingredientes químicos, endereço e CNPJ do importador e/ou distribuidor, país de origem, prazo de validade e rastreabilidade do selo.
3. Antes de efetuar a compra, compare preços e desconfie dos valores muito abaixo do mercado.
4. Verifique a procedência e busque informações com o vendedor e empresa fabricante.
5. Opte por comprar em lugares éticos e com bom histórico.
6. Consulte um profissional de confiança para te indicar qual produto é mais adequado para você.


Produtos autênticos passam por diversos testes que garantem a segurança no uso. Já os produtos falsificados podem conter substâncias tóxicas e de má qualidade a fim de baratear o processo de desenvolvimento e atrair a atenção do consumidor. Além de não possuírem eficácia garantida. O uso de falsificações pode causar intoxicação, possibilidade de desenvolvimento de alergias, lesões, irritações, descamações, queimaduras, vermelhidão, coceira, inchaço e manchas.

Fique atento às dicas e a qualquer desconfiança, acione a Vigilância Sanitária, o consumidor pode fazer uma denúncia pelo Disque 160, todas as ligações são anônimas.


Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     


Blogger Widgets

Pele Ressecada no Inverno


pele seca

Por quê a pele resseca mais no inverno ? Segundo a dermatologista da Clinica Fares,Mayra Matos,nas estações de baixa temperatura a umidade do ambiente é menor. Além disso, passamos mais tempo no banho, com a temperatura da água bem quente.
  
“O uso de roupa de lã e sintéticas com frequência podem irritar a pele e piorar o ressecamento.”, explica.Para ajudar nos cuidados, ela listou ONZE dicas simples, mas que podem ajudar a pele no inverno, bora ver?

Leia Também:
Como cuidar da Pele no Frio

1.    Limpe sua pele com sabonetes e tónicos para peles sensíveis, livres de sabão.

2.    Tome banhos curtos e mornos, evite se ensaboar demais e usar buchas.

3.    Aplique um hidratante diariamente, pelo menos 1x ao dia, logo após o banho! Prefira cremes a loções! 

4.    Evite cremes altamente perfumados e coloridos, eles podem irritar a pele.

5.    Use roupas de algodão diretamente em contato com a pele, em vez de produtos sintéticos ou lã.

6.    No frio temos tendência a diminuir a ingestāo de água, entāo fique atento para beber mais líquido.

7.    Produtos antienvelhecimento contendo alfa-hidroxiácidos e retinóides podem piorar o ressecamento. Se isso ocorrer, diminua a frequência e o volume da aplicação. 

8.    Evite produtos para pele a base de álcool e gel, podem causar irritaçāo.

9.    O protetor solar é essencial durante o inverno. O índice UV pode ser alto, mesmo em um dia nublado.

10. As condições comuns da pele como eczema, dermatite seborreica e psoríase podem piorar durante o inverno. Isto é devido ao ressecamento da pele e à maior freqüência de infeções respiratórias. Manter um estilo de vida saudável é fundamental para evitar essa situaçāo.

11. Os lábios podem ressecar muito no inverno. Use hidratantes específicos para essa região para evitar rachaduras.






Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     


Blogger Widgets

Como tratar a depressão com pilates




De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio ao redor do mundo. Sendo que para cada indivíduo que realiza este ato, existem outros 20 que tentaram, mas não conseguiram concluir. Os maiores índices com este tipo de prática são em regiões onde os habitantes sofrem de dificuldades socioeconômicas. No Brasil, as taxas de suicídio são maiores entre os idosos, mas ultimamente vem crescendo entre jovens e adultos de 14 a 30 anos. Neste cenário, nasceu em 2014 o movimento setembro amarelo, que possui o propósito de prevenir e diminuir casos de suicídio.
A depressão é vista como uma das principais causas para esta ação, por isso, é importante que pessoas próximas a indivíduos com sintomas referentes a esta doença prestem atenção e busquem ajuda em casos de necessidade. Uma das ferramentas que auxilia no tratamento da depressão é o Pilates, técnica que desenvolve mente e corpo por meio de exercícios físicos e alongamentos.
Alterações no apetite, humor e qualidade do sono, desânimo, baixa autoestima, cansaço de forma rápida e excessiva e dificuldades em se concentrar são alguns dos sintomas sofridos por pessoas que possuem esta doença. Por sua vez, o exercício físico como a prática do Pilates, regula os neurotransmissores cerebrais, responsáveis por enviar o impulso nervoso de um neurônio ao outro, resultando em uma melhora nas conexões do cérebro.
Com os neurotransmissores regulados, a química cerebral é ajustada e hormônios como serotonina, que regula o humor, a endorfina, responsável por aumentar o bem-estar e a adrenalina, que regula a emoção são normalizados.
“O pilates é um método que conecta a mente e o corpo de forma tranquila, sem muito impacto. Ou seja, para indivíduos que se sentem muito cansados ou que possuem uma falta de interesse por atividades, como é o caso da depressão, a prática deste exercício não requer inicialmente que saiam tanto da sua zona de conforto. Mas aos poucos, quando começam a perceber os benefícios, se motivam a conseguir um aumento destas melhorias”, afirma Eduardo Silva, educador físico e sócio proprietário do Espaço Ideal Fitness.
O exercício do pilates garante uma melhora na autoestima, aumento da força física e disposição, maior consciência corporal, facilidade no ato de respirar, relaxamento consciente e diminuição do estresse.  
Ainda de acordo com Silva, o Pilates não é efetivo apenas no momento em que a depressão se manifesta, mas, também é eficaz na prevenção. “As causas da depressão podem ser desde situações complicadas do cotidiano, como a morte de um parente, até doenças sistêmicas, efeitos colaterais de certos medicamentos e o fator genético. Portanto, não existe um padrão para adquirir esta doença, qualquer um está sujeito e o ideal é prezar a saúde e a qualidade de vida, não apenas quando os problemas nos atingem, mas inserir os exercícios de forma contínua em nossas rotinas”, explica.


Reservar alguns momentos do dia para realizar uma automassagem pode trazer efeitos relaxantes, curativos e até estimulantes ao corpo. De preferência, após o banho, é possível massagear qualquer região do corpo. O mais importante é que o procedimento seja feito sem pressa.
A esteticista Maria de Fátima Lima Pereira explica que a automassagem relaxante tem como objetivo promover alívio da ansiedade, diminuição dos efeitos da depressão e controle do estresse, além de favorecer a concentração e raciocínio lógico.
Já no aspecto fisiológico, alguns dos benefícios são:
·         Estímulo circulatório e linfático;
·         Dispersão do ácido lático acumulado nos tecidos;
·         Diminuição da tensão do tecido cutâneo;
·         Diminuição da tensão muscular;
·         Redução das linhas de expressão;
·         Auxilia a nutrição tecidual;
·         Colabora na permeação dos princípios ativos.
A profissional revela algumas dicas para a realização do procedimento. “O trabalho manual deverá ser sempre contra a ação da gravidade, caso contrário a automassagem poderá causar flacidez cutânea. Um outro ponto de atenção é que uma massagem aplicada com muita força sobre uma região com gordura localizada e/ou celulite poderá provocar aparecimento de equimoses – aquelas manchas roxas – na pele.” Maria de Fátima acrescenta que “além das mãos, podemos utilizar buchas, luvas de crinas, escovas com cerdas suaves e bolinhas de tênis”.
Para a realização de uma boa automassagem no rosto, a esteticista sugere que sejam utilizados produtos que contenham ativos como silício orgânico, ácido hialurônico, NMF, DensiSkin, vitaminas, minerais, raffermine, tensine e argireline. Já para realizar o procedimento no corpo, os componentes indicados são óleo de semente de uva, cafeisilane C, amarashape, xantagosil C, L- Carnitina, Coenzima A, silício orgânico, arnica e bioex anti lipêmico.



Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     

Blogger Widgets

4 truques para evitar o 'efeito sanfona'

A maior dificuldade não é perder peso, e sim manter a silhueta alcançada de forma definitiva. Veja como não cair nessa armadilha

Você fecha a boca, segue a dieta à risca, se dedica aos exercícios físicos e chega ao peso desejado. Pouco tempo depois, deixa de lado os hábitos saudáveis, volta a levar uma vida sedentária e, ao se pesar, percebe que já recuperou os quilos perdidos.

Esse é o chamado “efeito sanfona”, nome dado para repetidos ciclos de perda e ganho de peso corporal. Existe uma variação anual que é considerada normal, entre três e cinco quilos. Quando essa alteração é maior, acima dos dez quilos, já é caracterizada como “efeito sanfona”.

Segundo a Abeso (Associação Brasileira do Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), entre 80% e 90% das pessoas que emagrecem acabam voltando a engordar. Além dos riscos à saúde, quem passa por esse fenômeno uma vez tende a se tornar uma “vítima” constante dele.

“É uma bola de neve”, diz Gladia Bernardi, coach e criadora do método Emagrecimento Consciente. “A cada vez que o indivíduo passa por essa experiência, o “efeito sanfona” é mais intenso e prejudica a autoestima.”

“Após o término da dieta restritiva, se não for criada uma nova rotina, com a adoção de novos hábitos saudáveis, a tendência é voltar a comer para compensar o período que foi visto como um período de privação”, explica a especialista. “É por isso que muitos voltam a engordar”.

Mas engana-se quem acha que o “efeito sanfona” é consequência de toda dieta e não pode ser combatido. Para Gladia, qualquer pessoa pode fugir deste problema ao incorporar no dia a dia alguns itens essenciais:

💞 MUDE SUA MENTALIDADE

Se a pessoa encarar os novos hábitos à mesa como uma reeducação alimentar, e não como uma restrição, terá a chance de mudar de vida de forma definitiva, cultivando um comportamento saudável que dificilmente será abandonado depois, e, por isso, não esbarrará no “efeito sanfona”.

“A dieta não deve ser vista como um castigo ou um sacrifício. Combinado ao regime, é muito importante criar novos hábitos, como seguir horários regrados para se alimentar e passar a praticar exercícios físicos. Escolha atividades que sejam prazerosas para você, como pedalar, caminhar ou andar de patins. Assim, você considerará esse processo como um novo estilo de vida, e não como uma fase passageira”, recomenda. 

Pesquisadores do National Weight Control Group descobriram que 90% das pessoas que conseguem manter o peso depois da dietacontinuam a praticar exercícios físicos com regularidade. “Por isso, é muito importante manter o pique, mesmo depois que o período da dieta acabar”, ensina.

💞 ESCOLHA BEM SEU PROFISSIONAL DE EMAGRECIMENTO


Nos dias de hoje, ter o auxílio de um profissional da saúde para emagrecer acaba sendo tão importante quanto ter uma balança dentro de casa. “Não basta apenas fazer uma consulta e sair do consultório com um cronograma de dieta. É preciso ter um acompanhamento sério”, enfatiza Gladia.

Segundo a especialista, além da pessoa estar disposta a emagrecer, também deve estar atenta ao método do responsável pelo acompanhamento. “Em muitos casos, quando a pessoa volta a engordar, o fracasso é do profissional que a acompanha, cujo programa de emagrecimento pode não se adequar à rotina daquele paciente”, explica.

💞 DÊ UM BASTA NO SEDENTARISMO


No Brasil, mais da metade dos brasileiros está acima do peso (53,8%), segundo o Ministério da Saúde. Em dez anos, além da parcela de obesos crescer 60%, o percentual de brasileiros com diagnóstico de diabetes aumentou 61,8% e os diagnosticados com hipertensão foi para para 25,7%.

Para a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), apenas 20 minutos diários de caminhada, no mínimo, quatro vezes por semana, é o suficiente a pessoa não ser classificada como sedentária. “Se a pessoa continuar a fazer exercícios e não cair no sedentarismo, com certeza não irá engordar logo após o emagrecimento”, aconselha Gladia.

Entretanto, os novos hábitos não devem ficar restritos a atividades físicas. “Ir à academia é ótimo, mas não é só isso. Por exemplo, troque aquele alimento calórico no fim de um dia estressante de trabalho por um banho relaxante”, ensina.

💞  ⃕⃕FUJA DAS DIETAS DA MODA

A mais recente dieta da moda, que tem ganhado adeptos até entre as celebridades, é o chamado jejum intermitente. Estudos científicos mostram que fazer jejum previne doenças crônicas, combate os radicais livres e emagrece. A pessoa fica até 23h sem comer, e embora tenha respaldo de alguns médicos, não é aconselhada para qualquer pessoa.

Para a nutricionista, o correto é evitar qualquer tipo de dieta da moda; “Dietas restritivas, que é característica comum desses regimes - como a privação completa de carne, de carboidratos, de açúcar ou de gordura- são prejudiciais por deixar o organismo sem os nutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do corpo e da mente”, aconselha ela.


Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     

Blogger Widgets

Cobre rosê se torna tendência em 2017

Deslumbrante e versátil a tonalidade já se tornou uma das mais queridas entre profissionais e amantes do decor

A versatilidade do cobre, metal que além de sua beleza possui longa durabilidade, já é, há muito tempo, marca registrada de diversos projetos arquitetônicos. Assim como o mundo, que vive em constante evolução, o modo de uso desse material também se transformou e se aprimorou, ganhando, dessa maneira, novas funções e tonalidades. Uma das inovações de maior sucesso, e com certeza umas das mais bonitas e elegantes, foi a mistura do brilho e imponência deste metal à suavidade e tranquilidade da cor rosa, surgindo, em um tipo de combinação perfeita, o cobre rosê. Usado para dar forma a objetos de decoração e design, além de outras variações, essa mistura de cor e textura já se tornou cobiçada entre muitos apaixonados por décor. A arquiteta Barbara Dundes, amante do material, reuniu inspirações e dicas para quem deseja incorporar a tendência, confira:

Veja também:

>> 7 dicas para deixar a decoração da casa preparada para o inverno

⇒ Com um visual moderno e despojado, esses pendentes imprimem no quarto uma atmosfera confortável e agradável, ótima para este tipo de cômodo. Ganhando destaque por conta da base clara da parede e lençóis, além de estarem localizados em uma posição ideal para leituras antes de dormir, as peças conferem no ambiente a contemporaneidade desejada.


⇒ Após a retirada de uma parede para poder se integrar à sala de jantar, essa cozinha em estilo americano ganhou uma ilha funcional que foi destacada graças a três pendentes em cobre rosê, usados e inspirados na personalidade romântica da moradora.


⇒ Objetos de decoração também ganharam versões na cor do momento, como, por exemplo, as lanternas de vela, que deixam qualquer espaço mais elegante. Nesse projeto elas ficam em contraste com a paleta de cores sóbrias, conferindo uma essência requintada e de estilo minimalista.


⇒ A sala de jantar é, sem dúvidas, um dos lugares ideais para ousar em lustres e iluminação, já que é um local onde cores extravagantes, como o dourado e prata, se encaixam perfeitamente. Tendo isso em mente, o cobre rosê também é uma ótima escolha por conta de sua imponência.





Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     



Blogger Widgets

Como cuidar da pele no frio?



 O inverno  chegou,  as temperaturas baixas já dão as caras e algumas consequências do ar seco e gelado também. Além dos típicos resfriados, a pele começa a mudar. Chegou aquela época em que o rosto “descasca” e os lábios racham. 

 Esse ressecamento ainda é acentuado pelos nossos hábitos. A oleosidade natural da pele é importante para proteger o corpo do frio, da penetração das bactérias, fungos, etc. No frio, além de menor sudorese e menor ativação das células que produzem o manto hidrolipídico da pele, temos o costume de tomar banhos quentes e demorados, que diminuem ainda mais a proteção natural da pele. Por isso, ela fica mais seca e suscetível.

Então, como passar por esse período sem tantos prejuízos? Veja estas dicas preciosas:

👉 É preciso se hidratar muito! De fora para dentro e de dentro para fora. No frio, nós temos uma tendência a beber menos água, mas ela é tão fundamental no frio quanto no calor. 

👉 Não desgrude daquele creminho esperto, e preste atenção em qual tipo é ideal para você: hidratante em sérum (fluido altamente concentrado em princípios ativos, em forma líquida e não gordurosa) é indicado para peles mais oleosas, enquanto hidratantes em creme são indicados para peles mais secas. 

👉 Para tratar os lábios rachados, nada melhor do que o “queridinho” bepantol. A pele da boca é mais fina, sensível e fácil de ressecar. Por isso, por vezes, racha e até sangra. Mas o famoso balm labial é um baita ajudante.  O bepantol possui dois componentes principais: dexpantenol e a vitamina E, que regeneram a pele e protegem os lábios contra os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento. 

E apesar de tantos “contras”, o período de frio também tem um “pró”. É que a temporada de outono/inverno é indicada para fazer muitos tratamentos de pele. A radiação ultravioleta fica bem mais baixa no inverno, então é muito mais seguro para realizarmos procedimentos mais profundos e agressivos. A pele consegue regenerar melhor tomando apenas os cuidados básicos!

 Por isso é indicado para essa época procedimentos como os peelings profundos e todos os derivados como ácidos fotoativados pra acne, rejuvenescimento ou clareamento. O microagulhamento para minimizar poros abertos e cicatrizes de acne também é muito recomendado.

E quem não gosta de um desconto na hora de fazer compras on line? O site Cupon Válido é um site que reúne promoções e cupons de descontos para que nós economizemos em nossas compras.E com esta época de crise é muito bem vindo não? Então convido vocês a darem uma passada lá para conhecer as lojas participantes (inclusive várias com produtos de beleza), pegar o seu desconto e aproveitar hehe.



Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     

Blogger Widgets

7 dicas para deixar a decoração de sala preparada para o inverno

Pode até não ser o seu caso, mas em algumas regiões do Brasil o frio está predominando – isso que o inverno nem chegou ainda. Entre aqueles que amam e odeiam a estação mais fria do ano, fato é que existem alguns segredinhos para conseguir passar pelas temperaturas negativas de uma forma aconchegante. Mas, além do cachecol e luvas sempre na bolsa, a casa, mais precisamente a sala, também precisa de um jeitinho para o frio.
Por isso, o Montacasa, juntamente com a arquiteta Carolina Mehl, separou algumas dicas bem legais para os anfitriões, bem como os convidados se sentirem sempre confortáveis em casa – mesmo quando o clima está friozinho. 
Doses extras de aconchego para sua sala 
Seja inverno ou verão, a sala de estar é um cômodo protagonista da casa. É nela que usufruímos de bons momentos de ócio e ainda recebemos amigos e família para conversar. Então, a palavra de ordem em salas de estar é conforto, mas como fazer isso no inverno sem deixar o ambiente pesado ou com aquela cara de bagunçado? E mais: unindo a tudo isso, uma temperatura agradável? 
Bom, já adiantamos desde já que muitos dos itens você tem em casa. É só uma questão de adaptação e bom senso. Duvida?Vamos lá! 

🔶 Tire as mantinhas do guarda-roupa agora! 
As mantas são um charme na decoração de sala, principalmente no inverno, pois elas dão uma sensação maior de aconchego e ficam lindas quando bem-dispostas no espaço. “Mantas e peles podem ser colocadas sobre o sofá para trazer mais aconchego, podendo ser uma manta lisa ou estampada, imitando peles de animais e trazendo ainda mais sofisticação para o ambiente”, conta a arquiteta Carolina Mehl.
Você, com certeza deve ter uma mantinha em casa, se bobear, sua vovó fez uma peça de tricô ou lã que valoriza o handmade. Então, desde já tire estas peças do guarda-roupa para tirar um pouquinho aquele cheiro de guardado e “voilà”. 
Já as peles ou pelegos de couro animal ou sintético, menos comuns por aqui, também podem ser usadas na decoração de sala durante o inverno. Muitas lojinhas de decoração vendem o produto, mas ele é um pouco caro para quem quer economizar: cerca de R$ 200.  
🔶Tapetes fofinhos para decorar a sala
O tapete, ao contrário do que muita gente pensa, não é um tipo de item decorativo que pode ser deixado pra depois. Por mais que ele esteja no chão, a peça deixa a decoração de sala de estar bem diferente e, claro, você precisa escolher por um modelo que de alguma forma traduza o estilo do seu lar, porque os tapetes dão muito mais personalidade ao espaço.
Para a sala, vale apostar em tapetes de espessura alta e fofinhos – daqueles que afundam os pés na hora de pisar. A sensação de conforto é imediata e você nunca mais vai precisar pisar no chão gelado.
🔶 Sofá e almofadas de todos os tipos 

Eles são o tipo de item que dispensa apresentação, afinal, o que é uma sala sem um belo sofá e/ou almofadas, né? Protagonistas de qualquer decoração de sala, estas peças assumem diferentes estilos e formas, e o melhor de tudo: se adequam a qualquer estilo decorativo. Entre retráteis, reclináveis, quadradinhas ou coloridas, tem opção que não acaba mais
Se você não tem sofá ou até mesmo quer trazer uma proposta diferente ao lar, os futons também são uma ótima saída para decorar a sala e deixá-la aconchegante.  
🔶 Aquecedores e lareiras 
Tá, aquecedor e lareira são clichês do inverno. Mas como a gente pode sobreviver sem eles no inverno, não é mesmo? Estas opções se encarregarão de deixar o clima agradável e aumentar um pouquinho a temperatura que insiste em descer. 
Para quem não tem lareira, o aquecedor se torna uma opção mais viável e barata, mas, no mercado, já existem opções de lareiras portáteis ótimas que vão esquentar o cômodo, sem precisar que você mexa na estrutura da casa toda para a instalação de uma lareira fixa.
🔶 Velas que iluminam e decoram

Outra dica para deixar a sala aconchegante e com aquela cara de bem quentinha é apostar na iluminação. Luzes mais amareladas e sem pontos focais predeterminados passam a sensação de aconchego. O legal é que, mais do que apostar em luminárias ou abajures estratégicos, as velas também são um charme.
Dá até pra comprar lanterninhas e deixá-las sobre uma mesa de centro ou de canto. Para aqueles que adoram uma casa quentinha e cheirosa, velas aromáticas quebram um galhão!
🔶 E não pode faltar elas, as cores! 

Pra decorar a sala durante a estação mais fria do ano é preciso deixar ela com a cara do inverno. Logo, investir em cores e texturas que deem aquela sensação de casa quentinha é o segredo. Por onde começar? A arquiteta Carolina Mehl tem uma dica bem legal. “Tons terrosos são uma ótima opção, pois são sempre neutros e sóbrios. [...] O cobre é algo que veio forte este ano e está em tecidos, revestimentos, papel de parede, etc.) ”.
Vale pintar uma parede dentro dos tons ou então investir em acessórios que tragam este visual aconchegante para sua casa, né? O que não pode é deixar de aproveitar o inverno com tanta dica ótima!




Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     


Blogger Widgets

Qual o melhor corte para cabelo cacheado?



Cabelos cacheados pedem um cuidado diferenciado, inclusive, no momento do corte. Contar com um profissional especializado faz toda a diferença no cuidado com os cachos.


Assumir os cabelos cacheados está em alta. Diferente de anos atrás, quando a moda era ter cabelos alisados, trabalhados na escova ou chapinha. Hoje, os cachos estão em alta e é possível achar uma gama muito maior de produtos especializados.

Os cuidados com os cachos vão desde hidratação, cremes para pentear e cuidados no salão. Contudo, pouco adianta contar com um arsenal de produtos se corte não favorecer o cabelo. Para isso existem cabeleireiros especializados em cabelos cacheados. Diferente dos cabelos lisos, o cabelo cacheado tem algumas regras específicas para ter um corte leve e com movimento.

Veja também:

>> A moda é o double side cut
>> No Poo e Low Poo
>> Tendência em Cores para os Cabelos

Segundo Bruna Peresin, Analista de Produtos do Instituto Embelleze, cabelos cacheados nunca devem ter cortes retos por exemplo. “Os cortes retos tendem a criar volume e não dar definição para o cacho, além de deixar o cabelo pesado e sem movimento.”

Para cabelos cacheados, os cortes em degrade, em formatos arredondados e irregulares, são os mais recomendados. “É importante manter um corte que traga leveza nas pontas dos fios, isso ajuda na hora de deixar os cachos mais definidos.” afirma Peresin.

Além do corte, é importante ter um profissional que conheça bem sobre cachos para tratar dos cabelos nas diversas ocasiões, como coloração, descoloração, penteados, recomendação da melhor hidratação para o seu tipo de fio, entre os mais diversos procedimentos.

“Um profissional especializado no cabelo cacheado faz toda a diferença na hora de orientar a cliente principalmente no corte, coloração e descoloração. O cabelo cacheado é naturalmente mais fino e frágil, por isso é bem mais propenso ao ressecamento, principalmente quando é submetido a colorações. Por isso, para esses processos, o profissional deve ter um conhecimento específico sobre a tipologia do fio cacheado.” completa Bruna.

Para ter cachos definidos e cheios de atitude é preciso cuidar com carinho das madeixas.



Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     


Blogger Widgets

TENDÊNCIA EM CORES PARA OS CABELOS NO INVERNO

tinta para cabelo

Com a mudança de clima, colorir os cabelos pode ser uma boa para quem quer se atualizar sem ser tão radical. Para não errar na escolha do tom, vale pesquisar as tendências em alta. Neste inverno, a moda é deixar os cabelos com um efeito mais natural e apostar nos iluminados e cores quentes, como o ruivo e cobre. Conheça as principais tendências de cores para arrasar no frio segundo Raiane Rodrigues, consultora técnica de Coloração do Instituto Embelleze.





👱 Iluminados

Para este inverno, o que está mais em alta são as mechas, que deixam o cabelo mais moderno e com um aspecto natural. Elas ajudam a deixar os cabelos mais iluminados, por conta dos pontos de claridade. Uma dica para quem quiser investir em mechas é buscar o tom que mais combina com o próprio rosto e seu estilo.

👱 Loiros

Para quem deseja adotar o loiro, a dica é investir em algo bem natural, trabalhar tons como doce de leite ou o loiro caramelo é o que está na moda. “As californianas estão voltando com tudo nesta moda de cabelos mais iluminados. Para este inverno, o legal são as mechas que não deixem o cabelo marcado, para que ao olhar, não seja possível perceber onde começa e onde termina”, explica Raiane. Tons mais claros, como o manteiga, também serão bastante cogitados neste inverno, mas é preciso tomar cuidado com o tom de pele.





👱 Escuros Iluminados


Não são só os loiros que estão em alta, os cabelos escuros também tem novidades para o inverno. Os tons mais terrosos estão em alta seguindo a moda das roupas típicas da estação. “O diferente para as morenas é dar um toque iluminado para os cabelos, os tons ruivos e vibrantes, por exemplo, vão trazer um ar mais quente, que é a maior tendência para o inverno deste ano, além dos cobre e o ruivo puxando mais para o laranja”, completa Raiane.


👱 Cuidados com os coloridos

Veja algumas dicas de como manter os cabelos lindos por mais tempo:

- Não utilizar shampoos antirresíduos, pois eles desbotam a cor do cabelo
- Hidratar os cabelos quinzenalmente
- Utilizar o Leave-in para proteger os fios do frio
- Utilizar óleos para a umectação da fibra capilar
- Evitar produtos que contenham siliconato e petrolatos , pois causam a quebra do cabelo




Me ajudem a divulgar o blog, compartilhando esse post nas Redes Sociais
Se te ajudou pode ajudar sua amiga também !

     



Blogger Widgets

Páginação - Não altere este gadget!



Não altere este gadget!