Portal de Beleza: A "Pele" dos Cabelos


A "Pele" dos Cabelos

Um cabelo bonito e saudável é sinônimo de brilho, maciez, sedosidade e maleabilidade. Para que essas características sejam atingidas, é fundamental que o cabeleireiro saiba que os fios são formados por milhares de células dispostas de forma concêntrica.

Didaticamente, eles são divididos em três regiões: medula, córtex e cutícula. As estruturas moleculares responsáveis pela cor e pela forma dos fios estão localizadas na região cortical da fibra capilar. Em uma fibra capilar saudável, o córtex é inatingível, pois está totalmente isolado do meio externo por várias camadas de células perfeitamente justapostas, denominadas cutículas ou escamas.



Cutícula Saudável


As cutículas estão dispostas em justaposição, de forma imbricada, em várias camadas. Em cabelos lisos e saudáveis, encontram-se tão bem alinhadas que tornam os fios luminosos, desembaraçados, sedosos e com movimento. Essa luminosidade se deve ao reflexo da luz, que, ao incidir sobre as cutículas alinhadas, retorna sem distorções. Assim, se o objetivo é ter madeixas bonitas e saudáveis, é preciso cuidar das cutículas.

Tal como a pele, as cutículas sofrem um constante processo de agressão do meio ambiente, o qual resulta em fragilização e, conseqüentemente, erosão. Práticas diárias como lavar os cabelos, secá-los com a toalha, penteá-los, escová-los, usar secador e passar as mãos neles provocam um desgaste que vai se tornando perceptível à medida que eles crescem. Esse desgaste apresenta características muito parecidas com cabelos processados quimicamente.
A radiação solar acelera o processo de envelhecimento da pele e dos cabelos. A energia contida nos raios solares é suficiente para formar radicais livres a partir da destruição das ligações químicas de moléculas estáveis. Os danos induzidos pelos radicais livres podem afetar muitas moléculas biológicas, incluindo lipídeos, proteínas, carboidratos e vitaminas. O envelhecimento dos fios pode ser percebido quando ocorre clareamento de cabelos escuros ou amarelamento de madeixas claras, perda de brilho, ressecamento, maior embaraçamento e quebra. São os chamados cabelos desvitalizados. Eles são secos, quebradiços, arrepiados e ásperos.

A mudança da cor e da forma dos fios envolve uma verdadeira cirurgia plástica. É preciso abrir caminho para alcançar a região cortical com agentes alcalinos fortes, que “levantam” as cutículas, dilatam a fibra capilar e facilitam a difusão dos ativos de transformação química. Então, a cutícula fica sensibilizada e fragilizada, tornando-se susceptível aos agentes externos, como baixa umidade do ar, radiação solar, vento, poluição, fuligem, xampu, minerais contidos na água de lavagem, secador, chapinha etc.

Os produtos cosméticos se especializaram em proteger e restaurar as cutículas danificadas. As pesquisas se intensificaram, e foram desenvolvidos ativos mais eficazes, que revitalizam e reestruturam a camada externa que protege a integridade da cor e da forma dos cabelos. Atualmente, o mercado conta com produtos de relaxamento que proporcionam um tratamento simultâneo, minimizando o impacto que o álcali pode causar.


Cuticula danificada


Infelizmente, as cutículas dos cabelos não são renovadas periodicamente como a epiderme da pele. Elas são formadas na raiz, e se não forem bem cuidadas se perdem com o crescimento dos fios. À medida que isso ocorre, a beleza dos cabelos também vai embora. Por isso, é importante cuidar da “pele dos cabelos”, ou seja, das cutículas. Utilizar um creme hidratante capilar diariamente é tão importante quanto utilizar um hidratante sobre a pele.

Conhecidos como leave-in, leave-on, antifrizz, defrizante, desembaraçante, hidratante e redutor de volume, os cremes capilares sem enxágüe protegem os cabelos das agressões externas, preservam as cutículas íntegras e formam um filme protetor que simula as cutículas perdidas. Eles aumentam o poder de retenção de água e, mesmo em dias de baixa umidade do ar, seguram as moléculas de água, formando pontes de hidrogênio que não deixam o ar seco “seqüestrar” tais moléculas, vitais aos cabelos.

Saber quando e em que quantidade usar um creme hidratante capilar é tão importante quanto usar corretamente um protetor solar sobre a pele. Ele deve ser aplicado sobre os cabelos limpos e levemente umedecidos. Se a superfície que cada fio de cabelo possui for multiplicada pelo número de fios que temos na cabeça, considerando-se também o comprimento deles, fica claro que a quantidade de produto a ser aplicada é muito maior do que a que utilizamos.

Outro fator importante é que as pontas são sempre mais carentes de cutículas. Portanto, é necessário começar a aplicação pelas pontas, que precisam de uma quantidade maior de produto. Em seguida, é indicado dar preferência aos fios mais expostos às agressões do meio ambiente. Cuidar dos cabelos é tão importante quanto cuidar da pele. Mantê-los hidratados é um excelente tratamento preventivo contra o envelhecimento precoce dos fios.



Então vale a pena cuidar!
Bjus



Comentários do Facebook
7 Comentários do Blogger

Top 10