Portal de Beleza: Produtos para alisar o cabelo: Henê


Produtos para alisar o cabelo: Henê


Olá Pessoal tudo bem com vocês? Henê usar ou não usar?
Muitos são os questionamentos a respeito dele e esses dias a nossa querida Jociane Calixto veio mostrar pra gente como está ficando os cabelos dela no post " Henê, vem cá conhecer o meu negão " (VEJA ESTE POST AQUI) que resolvemos, com a ajuda dos amigos, esclarecer um pouco mais a seu respeito, vamos ver?
Mas até onde eu sei o henê deixa o cabelo vermelho e qualquer outra cor que ele seja capaz de deixar eh adquirida por meio de adição de metais pesados nele (que fazem muito mal). Foi o que estudei e o que meu cabeleireiro (que tb eh químico) me explicou ! Me corrijam se eu estiver errada mas tenho 99% de certeza
 Ps: Comentei isso pq no post você fala que de qualquer jeito o cabelo vai ficar preto !
O que é hene?
Segundo a Wikipedia o henê tem esta definição:
henê é um produto cosmético para tratamento capilar usado como alisantecolorante e hidratante para cabelos cacheados, encaracolados ou crespos. Tem consistência cremosa, cor negra ou marrom escura e um intenso odor característico.
A definição está correta, mas o henê também pode ser usado nos outros tipos de cabelo, como o ondulado e o liso (que pode ser volumoso). Ele alisa e colore gradativamente os fios através do Piragalol (fenol). Além disso, o henê age externamente no fio, ou seja, não age como o tioglicolato de amônia, por exemplo. Essa ação externa funciona como uma capa, que acaba impedindo de outras químicas entrar no fio. Por isso, o henê é imcompatível com todos os tipos de química. Se você passou ele, não pode usar mais nada, ao não ser que faça uma desmineralização. Você não pode descolorir, tingir, apenas tonalizar com tonalizantes SEM ÁGUA OXIGENADA e SEM AMÔNIA. O que pode ser compatível com o henê é o ácido glioxilíco +cisteína (carbocisteína), formol e glutaraldeído. (FORMOL E GLUTARALDEÍDO são proibidos como alisante capilar).
O que é desmineralização?
Desmineralização é um processo que retira a incompatibilidade de uma química, mas, sem perda do resultado obtido através desta química, ou seja, se você desmineralizar um cabelo com henê, a incompatibilidade será perdida, mas o preto e lisinho  continuará.
Quais são as mentiras que dizem sobre o Henê?
Muitas pessoas dizem que o henê é “coisa de pobre”, mas estão enganadas, pois já vi uma pessoa que tinha uma situação financeira MUITO BOA, e usava. Além disso, várias pessoas só se dão bem com ele. Passam a vida toda alisando, escovando, pranchando, tingindo e o cabelo nunca tá bonito, e quando conhece o henê o cabelo fica lindo. É ridículo dizer que henê é produto de pobre. Primeiro porque 1 só não alisa, então até alisar o tratamento pode ficar caro. E segundo, que 1 litro de formol custa 20 reais, e alisa de primeira. Se formos ver até atingir o resultado liso o formol é mais barato que o henê. 
Pessoal, o HENÊ NÃO É CANCERÍGENO. Ele é permitido pela ANVISA, diferente do formol, que na proporção para alisar é proibido. O pH  do henê  (3,5) ANULA o efeito cancerígeno.

Quais são os benefícios do henê?
Deixa os cabelos pretos, lisinhos e brilhosos. O alisamento do henê é definitivo, sem precisar ficar retocando o cabelo todo, apenas a raiz. Se sua raiz for lisa até a orelha, por exemplo, você poderá ficar sem retocar por muito tempo! (É claro que se ficar por muito tempo vai ter que usar um tonalizante SEM AMÔNIA e ÁGUA oxigenada pra não ficar com a raiz e o comprimento de cores diferentes).
Quais são os tipos de henê?
O henê possui 4 tipos em bisnaga:

Suave – A versão mais fraca do henê. É indicado para cabelos muito finos, ou que estejam um pouco fragilizados.
Tradicional – Médio; A versão comum, para cabelos saudáveis.
Forte –; Para cabelos mais resistentes e mais difícil de alisar.
Extra Forte ; Para cabelos muito resistentes e mais difícil de alisar.
hene-pelucia

Além dessas versões, existe o henê em pó. O henê em pó é mais forte e alisa mais. O cabelo deve ser resistente para utiliza-lo.

Quanto mais forte o henê, mais rápido o liso irá chegar. ISSO NÃO SIGNIFICA QUE VOCÊ PODE USAR O HENÊ EXTRA FORTE SE O SEU CABELO É FRACO. Se o seu cabelo é fraco, você deve utilizar o Suave. Como disse, forte e extra forte são para cabelos resistentes e muito resistentes.

Existe só 1 marca de henê?

Existe várias marcas de henê, como o Absoluto, Rená, Pelúcia, Divina Dama, Henelisa, Hene Maru… Você vai utilizando e vai vendo qual é o melhor para você.

Meu cabelo tá descolorido, ressecado e com pontas duplas. Posso usar henê?

NÃO. Você deve recuperar seu cabelo antes de passar por qualquer procedimento químico, e, também, deve fazer o TESTE DE MECHA.
Estou com progressiva, posso começar a usar o henê?
Se o seu cabelo estiver saudável, 2 meses após a progressiva você pode começar a usar. Você pode usar o henê em cima de química. O que você não pode é jogar química em cima do henê.

Dificuldades para encontrar henê
Parece que a área responsável pela produção de henê na fábrica da Embelleze (Henê Rená e Henê Pelúcia) estava em reforma, por isso a dificuldade de encontra-los. Aos poucos o henê vai retornando para as lojas.

Persistência

Se começou a usar o henê, NÃO DESISTA. O cabelo fica liso aos poucos, não de primeira. Com o passar do tempo seus cabelos vão estar lisinhos. Como o henê alisa gradativamente, você pode até deixar umas ondas nas pontas! Lembre-se: Quando as pontas estiverem lisas proteja-as com algum óleo, evitando, assim, que elas espiguem.

O cheiro do henê

O cheiro do henê pode incomodar algumas pessoas. Para aliviar isso, misture uma essência PARA CABELOS ao henê.

Ainda saiu essa semana uma reportagem sobre o henê como um alisante seguro na globo ciência que quis trazer aqui pra vocês, vejam:


Especialistas apontam substâncias seguras para alisamentos capilares

Tioglicolato, hidróxidos e henê foram citados como opções ao formol

O uso do formol, em procedimentos estéticos como alisamento de cabelos é condenado por dermatologistas e médicos em geral, e proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas há quem insista em utilizar o produto. O site do Globo Ciência ouviu especialistas que explicaram quais são e como funcionam as substâncias que alisam o cabelo de modo seguro.

Segundo a Anvisa, o tioglicolato de amônio, e os hidróxidos são substâncias seguras para o alisamento. Permitidas pela legislação, tem especificamente propriedades alisantes. O formol é originalmente um conservante e seu uso em alisamentos capilares pode causar irritação, descamação do couro cabeludo e até câncer.
Para Bruna Duque Estrada, médica dermatologista especializada em doenças dos cabelos e do couro cabeludo (alopecias), uma ótima alternativa ao formaldeído em procedimentos estéticos capilares são os derivados do ácido tioglicólico. Bruna afirma que um dos derivados do ácido, o tioglicolato de amônio, é um alisante definitivo, que modifica a estrutura do cabelo.
“O tioglicolato quebra e refaz as ligações de cisteína, que são responsáveis pelo formato dos fios. Remodela-os totalmente e pode ser usado até mesmo para encaracolar os cabelos. Se na aplicação o cabelo for enrolado, ficará encaracolado, se alisado, o cabelo se tornará liso. Apesar de ser mais forte que o formol no alisamento, é uma substância muito menos agressiva. Oferece muito menos riscos.”, explica.
Segundo a médica, outro alisante seguro é o hidróxido de guanidina. “Recomenda-se o uso de guanidina, normalmente, para indivíduos de cabelos crespos. É uma substância muito forte, que tem Ph alcalino. É ainda mais eficiente que o tioglicolato de amônio.”, complementa Bruna.

Henê – alisante tradicional
O henê também é considerado um produto seguro para alisamento. Segundo Marleila Aguiar, consultora técnica da Embelleze, o henê é capaz de tratar e alisar os cabelos simultaneamente.
“Muitas pessoas ignoram o henê por considerá-lo antigo. É um produto muito seguro, que não precisa ser aplicado por um profissional. É muito eficaz em tratar e alisar os cabelos. Os resultados não são imediatos, vêm de forma progressiva, depois de repetidas aplicações", diz.
"O henê limita os cabelos à cor preta, e não deve ser aplicado em cabelos que receberam tratamentos químicos recentemente.”, completa Marleila.
Cuidados necessários
Especialista em doenças dos cabelos e do couro cabeludo, Bruna Duque Estrada faz um alerta: “O tioglicolato e os hidróxidos são os mais utilizados. Apesar de serem seguros, são substâncias químicas, que recomendam cuidado. Alisantes não devem ser aplicados em pessoas com química no cabelo. Pessoas calvas, com cabelos finos, tingidos têm riscos muito maiores de ter reações. É importante procurar um dermatologista especialista em cabelos antes de iniciar qualquer tratamento.”
Para a dermatologista, muitas das reações adversas ao alisamento provêm da falta de protocolo dos profissionais que aplicaram o produto nos clientes. “É importante levar em conta o tempo de exposição, e, principalmente, a qualidade do produto. Os que se submetem não só ao alisamento, mas a qualquer procedimento estético, devem buscar centros de beleza com profissionais adequados”, reforça.
Coordenadora técnica do salão Estação BellezaPura, no Rio de Janeiro, Solange Peixoto concorda: “Um cuidado que toda pessoa deve ter é buscar locais e profissionais adequados para a realização de transformações capilares. O cliente precisa saber qual a base do produto que será aplicado em seu cabelo. Como profissionais, trabalhamos com transparência, acima de tudo. Depois de realizar uma análise capilar, definimos que tipo de produto deve ser aplicado. É indispensável que os procedimentos sejam feitos com produtos autorizados pela Anvisa.”


Gostou da dica? Curte o Portal
Like the tip? Short Portal






Fontes de Pesquisa:



Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico Feliz com Seu Comentário, volte sempre!

PS: Comentários anônimos não serão mais aceitos ok?

Top 10