Portal de Beleza: Aniversário de 1 ano do Cacheadas em Transição e o Movimento Natural


Aniversário de 1 ano do Cacheadas em Transição e o Movimento Natural

Oi pessoas,

hoje é um dia muito especial pra mim, o Cacheadas em Transição completa 1 ano de existência neste 27 de outubro.



Pensando nisso pedi que as meninas do grupo contassem um pouco do que as motivou a deixar as químicas. Entre um relato e outro percebo várias motivações para isso: a vontade de reconhecer o cabelo que há muitos anos estava sendo tratado com química, vontade de se aceitar enquanto mulher negra de cabelo crespo ou não, sair da dependência, questões políticas como busca por identidade, se libertar dos padrões, vontade de mudar, ousar, voltar as raízes, se aceitar, querer o cabelo saudável novamente, saudade dos cachinhos...

Muitas passavam química no cabelo desde muito novas, ainda na infância, hoje cansadas de passar horas no salão esticando o cabelo ou na frente do espelho queimando a testa na chapinha entramos em transição. Quedas de cabelo e corte químico também “colaboraram” para que isso acontecesse.
O corte químico geralmente causa um trauma nas alisadas, depois do susto de quase ficar careca muitas meninas optam por nunca mais chegar perto de relaxamentos e progressivas, isso engorda o “movimento natural” pois aquela que sofreu decepções com químicas tem grandes chances de não incentivar outras a correrem o mesmo risco.

A Transição consiste em deixar de passar químicas transformadoras no cabelo por um certo período, este pode variar de alguns meses até mais de 1 ano ou 2.

Existe a transição forçada, quando a mulher perde os fios de tanta química e se vê obrigada a parar. Existe aquela transição das meninas que tinham cabelos maravilhosos cacheados e longos, mas que ,por imposição de terceiros, alisou o cabelo sem vontade, só pra ser aceita, por uma única vez e se arrependeu. Existe a transição “voluntária”, onde a mulher resolve por vontade própria não usar mais alisamentos, e a transição daquela que não sofreu nenhum tipo de trauma, mas que sente falta do seu cabelo natural, com cachinhos e resolve se dar mais uma chance.

O grupo Cacheadas em Transição foi criado para ajudar essas mulheres que querem se libertar, assumir seu cabelo natural, seja ele qual for. Lá criei laços, fiz amizades, sofri decepções, fui julgada, mas tudo valeu, hoje o grupo tem mais de 12.500 membros que todos os dias contribuem com suas experiências para que outras possam ter coragem de ser natural. A cooperação é muitíssimo importante para nós, o incentivo, a paciência, a persistência. Ninguém passa pela transição, nem alcança seu objetivo se não tiver força de vontade e coragem de se assumir. As amigas do grupo apenas contribuem, dando apoio moral, mas é uma decisão autônoma e o sucesso depende do seu desempenho.

Percebi que a maioria delas , que passaram pela transição, esta mais satisfeita agora, e orgulhosas de si . Hoje a gente não tem mais a ideia de que só o liso que é bonito, hoje as mulheres não tem mais medo do cabelo black power ou do curtinho/joãozinho.

A falta de apoio muitas vezes faz com que essas meninas desistam de seguir com a transição, mas hoje isso já não é mais um problema, com a ajuda das redes sociais, dos sites de busca e dos canais no youtube muitas meninas se identificam com a historia capilar da outra e isso acaba dando forças que muitas vezes não encontramos em casa . Espero de coração que o grupo tenha contribuído na vida de algumas delas pois a falta de informação também contribuiu para essa geração de alisadas que não sabiam como cuidar dos cabelos e por isso a solução era o alisamento, porém hoje muita coisa mudou, hoje as mulheres querem dar exemplo para seus filhos. Transição não é apenas uma mudança estética, mas uma mudança de dentro pra fora, uma mudança de pensamento, de visão de mundo, de auto estima.

Veja também:


Encontro das Cacheadas ( AQUI)

Apesar de todos os pesares, divergências de opiniões, etc  o grupo é um espaço de construção, seja de relações interpessoais, seja de aprendizado, onde podemos trocar experiências, não só de cabelos, mas de vivência. Aprendi e aprendo muito com as minhas cacheadas, passei minha transição com elas, fiz meu bc com o incentivo delas e serei eternamente grata por cada uma que me deu essa moral, que embelezou meu jardim e que de alguma forma agregou valor não só para mim mas para o grupo como um todo, beleza?!

Mooooooonte de beijos cacheadíssimos pra todas vcs minhas flores!!!

Gostou? Curte:



Comentários do Facebook
2 Comentários do Blogger

2 comentários:

Postar um comentário

Fico Feliz com Seu Comentário, volte sempre!

PS: Comentários anônimos não serão mais aceitos ok?

Top 10